terça-feira, março 20, 2007

Os segredos do Firefox: Usabilidade

Continuando com a série Os Segredos do Firefox neste post vamos desvendar um dos pontos que na minha opinião o Firefox leva mais vantagem em relação aos seus concorrentes: a usabilidade.

- Releia aqui o primeiro post da série.

Usabilidade é um termo usado para definir a facilidade com que as pessoas podem empregar uma ferramenta ou objeto a fim de realizar uma tarefa específica. (fonte: Wikipédia ) Contextualizando, usabilidade é a facilidade que você tem ao usar o seu navegador para navegar na internet. Simples, não? Não! O público alvo do Firefox atende o usuário sem experiência mas também atende o usuário mais avançado e as necessidades destes dois tipos de usuários são bastante diferentes. A interface tem que ser simples para que o usuário sem experiência não fique confuso e possa realizar as tarefas básicas sem nenhum problema, porém manter a possibilidade de fazer outras configurações através de opções avançadas para que o usuário possa fazer as configurações que ele desejar. Outro ponto que as vezes é esquecido é a consistência em relação à padrões definidos pelo sistema operacional, por exemplo, no Windows o padrão é que a tela de configuração deve estar dentro do menu Ferramentas chamando-se Opções, já no Linux o correto é estar dentro de Editar chamando-se Preferências.

Abrir o navegador e sair navegando com o Firefox é moleza e o usuário iniciante não vai ter dificuldades. Mas hoje em dia a internet é usada de forma mais intensa. Ler notícias, ver um vídeo, consultar o seu extrato, salvar as fotos daquela formatura e muitas vezes de forma simultânea. Alias, falando em tarefas simultâneas e quando estamos buscando sobre um assunto no Google e vamos abrindo vários sites ao mesmo tempo? É... um navegador só com as funcionalidades básicas não é suficiente.

Vocês já entenderam o que eu estou dizendo, é claro, eu estou dizendo que o Firefox é um navegador que transforma a experiência de navegar na internet. Porém que funcionalidades são essas que o fazem ser um navegador tão bom de usar? Isso eu vou contar nos próximos posts da série. =)

Comece hoje mesmo a usar o Firefox:
- Site do Mozilla Foundation
- Site em português do Mozilla

Saiba mais sobre tudo isso na Wikipédia:
- Sobre Usabilidade
- Sobre Navegadores
- Mozilla Firefox

5 comentários:

Cleverson disse...

Opa!

Segundo capítulo... Muito bem escrito, bastante esclarecedor para os usuários que estão mais por fora do assunto.

Como já disse, acho que no fim de tudo isso tu vai ter um artigo realmente bom sobre o FF.

Imagina só... Tu acaba, o material fica bom, como já está ficando, e aí tu envia a coisa toda completa pra uma revista, os caras lêm, gostam, publicam e tu fica famoso... :)

Com alguns exageros a parte, acho que estes pequenos artigos podem virar um artigão e a idéia da revista pode ser mesmo! Que tal!?

Bom post, de novo!


[]'s

Andre Almeida disse...

Falando em revista, este "artigo" era para sair numa revista. Mas a revista não saiu.

hahaha

Deixa pra lá... melhor. rs rs

Outra coisa, obrigado Cléverson pela dica de dividir este post, se não fosse tu acho que não ia ficar pronto nunca.

Abraços

ibrasil disse...

Aproveitando o post, dá uma olhada nessa notícia

http://br-linux.org/linux/em-alguns-paises-da-europa-o-firefox-ja-ultrapassa-internet-explorer

Daniel F.Pigatto disse...

Não digo que discordo, mas nem que concordo. Não considero o Firefox tão enquadrado na definição de usabilidade.

Você precisa "ir à caça" quando necessita de alguma coisa. Muitas das funcionalidades boas do Firefox precisam ser configuradas, lá nas Opções.

Para usuários leigos ou que vieram do Internet Explorer, o negócio é abrir o navegador e sair clicando nos links naturalmente. A maioria não lê a ajuda, por exemplo. E quando querem abrir um novo site, abrem uma nova janela, ao invés de usar o prático clique com a "scrol" ou uma nova aba.

Para configurar os favoritos na Barra de Favoritos, você precisa descobrir também, lá no menu de Favoritos.

Os atalhos para nova aba e para passar de uma aba à outra sem o uso do mouse, são meio ocultos.

E as extensões? Não são tão simples assim para usuários leigos.

Bom, isso é só o que EU acho. O teu artigo está ótimo e a tua idéia de usabilidade é correta. Só estou incluindo um porém na abrangência do termo, que não engloba os usuários mais comuns.

E eu falo por experiência própria, porque todas as pessoas que ajudei a experimentar o Firefox, que não eram usuários bons de computador, precisaram de auxílio.

Andre Almeida disse...

Olá Daniel!

Pois é... foi como eu disse, usuário avançado e usuário leigo são pessoas diferentes com necessidades diferentes. =)

Primeiro, que ótimo que as configurações estão em Opções, né? Estão no lugar certo. ;)

Nem sempre estar num lugar de fácil acesso significa boa usabilidade, se é uma funcionalidade avançada não precisa estar "a mão". Entende?

Extensões e etc. são funcionalidades de usuário avançado portanto não é pra um usuário entender logo de cara não, então não significa perda de usabilidade e sim ganho pois o usuário avançado ganha em funcionalidades que ele quiser adicionar.

Por outro lado eu concordo plenamente contigo no que tange a abas. Por que existe um botão de nova janela na barra de navegação e não uma de nova aba? O jeito que o ie7 fez é uma solução bem interessante portanto não ideal pq pode ficar meio confuso uma vez que não está claro q função "nova aba". Eu quando instalo firefox para um usuário sempre instalo uma extensão que adiciona o botão nova aba na barra de abas. =)

Uma coisa vc me fez pensar este post não está muito bem escrito... a falta de inspiração anda dominando.

Abraços